Jardim Botânico Tropical reabriu ao público – Lisboa Green Capital 2020
-Notícias

Jardim Botânico Tropical reabriu ao público

O Jardim Botânico Tropical, em Belém, reabriu ao público no passado dia 25 de janeiro, depois de ter estado encerrado para a requalificação de algumas infraestruturas como iluminação, redes de água ou sinaléticas. Nesta primeira fase de requalificação, além das obras de renovação, também novas áreas foram abertas ao público, como é o caso do fantástico Jardim dos Catos.

Na cerimónia de abertura, o Reitor da Universidade de Lisboa – António Cruz Serras, refere que esta é, apenas, a primeira de uma série de obras que irão ser executadas no futuro, mas que não levarão ao encerramento do jardim. Umas das próximas obras é a recuperação da estufa principal, o projeto da casa de chá, bem como as obras do Palácio dos Condes de Calheta.

O Presidente da Câmara Municipal de Lisboa – Fernando Medina, lembrou a importância histórica, ambiental, cultural e científica do espaço, um elemento essencial na cidade de Lisboa.

Desde sempre que o Jardim Botânico Tropical esteve ligado à ciência e à educação e para o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior essa ligação vai continuar a existir pois “é um espaço de ciência onde se fez e se fará ciência”.

Com uma área de 7 hectares o jardim leva-nos a uma viagem pelo globo. Um dos espaços mais emblemáticos é o Jardim do Oriente. O acesso a este espaço é feito por duas entradas, a porta da lua e o arco de Macau. Aqui encontramos plantas exóticas, que se combinam com elementos escultóricos e paisagísticos orientais como pontes de cor encarnada ou uma réplica da gruta de Camões em Macau, tudo de forma a nos transportar para o outro lado do mundo.