Prémios Gonçalo Ribeiro Telles – Lisboa Green Capital 2020
-Notícia Geral

Prémios Gonçalo Ribeiro Telles

Teresa Andresen é a vencedora da 1ª edição do prémio Gonçalo Ribeiro Telles. A arquiteta paisagista recebeu o troféu em forma de árvore, da autoria do escultor Luís Cruz, pela sua intervenção nas áreas da sustentabilidade ambiental e da paisagem urbana em Portugal.

A cerimónia decorreu no dia 10 de janeiro na Fundação Calouste Gulbenkian e contou com as presenças do presidente da Câmara de Lisboa – Fernando Medina, da presidente da Fundação Calouste Gulbenkian – Isabel Mota e do Reitor da Universidade de Lisboa – António Manuel Serra.

O prémio Gonçalo Ribeiro Telles é uma iniciativa do Instituto Superior de Agronomia da Universidade de Lisboa, da Causa Real, da Ordem dos Engenheiros e da Associação Portuguesa dos Arquitetos Paisagistas (onde Teresa Andresen foi presidente).

A distinção, criada em 2019, pretende homenagear a visão sistémica e a intervenção cívica do arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, bem como eleger anualmente a personalidade que se destaque em intervenções vanguardistas e transformadoras no ambiente e na paisagem, com um percurso de vida fortemente ligado ao serviço do bem comum.

A vencedora, Teresa Andresen, possui um vasto percurso profissional e académico. Esteve por trás da fundação do curso de arquitetura paisagista da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (onde lecionou entre 2002 e 2014), foi membro do conselho científico da agência europeia de ambiente, de 2002 a 2008, chegando mesmo a participar na elaboração da candidatura da região demarcada do Douro a património mundial da UNESCO. Atualmente exerce o cargo de presidente da direção da associação portuguesa dos jardins históricos.