Mercado de Santos: um coletivo sustentável – Lisboa Green Capital 2020
-Notícias

Mercado de Santos: um coletivo sustentável

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Sustentabilidade é a palavra de ordem quando falamos do Farmers Market criado pela cooperativa Santos Collective. Com menos de um ano de existência, esta iniciativa que nos puxa pelas memórias das tradições antigas, começou em outubro de 2020 e pretende dar espaço a projetos sustentáveis e negócios locais, trabalhando, assim, em conjunto com a comunidade do bairro.

Aos sábados – dia em que o Farmers Market tem lugar – o largo da igreja de Santos-O-Velho enche-se dos mais variados e coloridos legumes, frutos, produtos biológicos e orgânicos, e até de embalagens compostáveis, tudo para promover o consumo consciente e oferecer opções saudáveis.

Numa visita ao mercado ficamos a conhecer o projeto SemTerra, um projeto que acredita que consumir alimentos frescos, locais e nutritivos deve ser algo de fácil disponibilidade para todos.

Dedicam-se à produção de microvegetais e de rebentos de sementes vegetais germinados e colhidos na sua fase inicial de crescimento – considerada a fase mais nutritiva – oferecendo, desta forma, uma variedade de germinados de beterraba, rúcula ou girassol, ricos em vitaminas, aminoácidos, enzimas, clorofila e antioxidantes, produzidos de forma biológica e sustentável. 

Na mesma visita aproveitamos também para conversar com Larissa Cardoso. Larissa é publicitária, mas desde que se tornou vegana que a sua paixão pelo bem-estar e sustentabilidade aumentou, culminando na criação do projeto Rebento da Terra. A materialização desta iniciativa são as bebidas vegetais orgânicas e a granola rebento orgânica que a empreendedora faz artesanalmente.

As suas granolas, naturalmente nutritivas e saborosas, não levam açucares adicionados nem conservantes, e são feitas da seleção das melhores sementes. Já os produtos são entregues em embalagens de cuidado ecológico – vidro e papel kraft – de forma a serem reutilizadas ou deitadas nos ecopontos corretos.

O projeto que nasceu da vontade de motivar o coletivo para a inclusão de alimentos naturais e biológicos na alimentação, quer valorizar a proximidade aos pequenos produtores e incentivar a qualidade de vida, bem como, a responsabilidade social, ecológica e sustentável.

O Mercado de Santos é, sem dúvida, uma forma alternativa de fazermos as nossas compras com produtos únicos e sem prejuízo para o planeta, ao mesmo tempo que nos dá a conhecer estes interessantes projetos.