Língua-da-sogra, a planta perfeita para se ter em casa – Lisboa Green Capital 2020
-Notícias

Língua-da-sogra, a planta perfeita para se ter em casa

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Espada-de-são-jorge, espada-de-santa-bárbara, língua-de-sogra, planta-cobra ou rabo-de-lagarto, são muitos dos nomes por que é conhecida a Sansevieria trifasciata.

Conhecida pela sua capacidade de purificar o ar, esta planta cuida da qualidade do ar interno, absorvendo compostos orgânicos como o formaldeído, xileno, benzeno, tricloroetileno e tolueno. Além disto a planta ainda liberta oxigénio durante a noite, o que a torna perfeita para os quartos.

Os seus nomes peculiares derivam das suas características: língua-de-sogra, o nome por que é mais conhecida, deve-se ao facto de ser uma planta resistente e tóxica caso seja ingerida, por sua vez, “cânhamo das cordas de arco”, deriva da sua capacidade de fazer cordas de arco a partir da fibra das suas folhas.

Originária de África e da Ásia, a Sansevieria trifasciata é uma planta herbácea, sempre-verde e tóxica. É utilizada, principalmente, como planta ornamental pois prospera bem em vasos pequenos, crescendo mais rapidamente quando os seus rizomas estão lotados – a planta reproduz-se por estruturas subterrâneas conhecidas como rizomas, as plântulas crescem a partir dos rizomas e são separadas da planta principal para se desenvolverem de forma independente, tornando-se assim plantas maduras.

Apesar de resistente, a Sansevieria trifasciata requer alguns cuidados, mas com uma manutenção ocasional pode ter uma vida útil longa.

Escolher uma Sansevieria trifasciata para levar para casa

Ao comprar a planta escolha uma que tenha folhas mais escuras, folhas mais pálidas podem ser sinais de que a planta está doente. Verifique se a sua planta precisa de ser re-plantada e escolha um vaso de terracota ou material poroso que permita uma boa drenagem.

Solo

As Sansevieria trifasciata crescem melhor com uma mistura de solo de drenagem livre porque são propensas a apodrecer facilmente. Uma mistura de envasamento sem solo é o melhor para garantir uma drenagem adequada.

Água, luz e alimentos

Apesar destas plantas não precisarem de grandes cuidados, não nos podemos esquecer delas: deixe o solo secar entre as regas e tenha cuidado especial no inverno. Tente evitar molhar as folhas ao regar, coloque as suas plantas sob luz indireta – embora sejam tolerantes a variadas condições de luz – e fertilize durante a estação de crescimento com um substrato comum.

Toxicidade

É considerada tóxica para cães e gatos, mastigar ou ingerir pode resultar em vómitos e diarreia.