ICNF celebra o Dia Internacional da Árvore com a oferta de 50 mil árvores autóctones – Lisboa Green Capital 2020
-Notícias

ICNF celebra o Dia Internacional da Árvore com a oferta de 50 mil árvores autóctones

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Comemorado desde novembro de 2012, por deliberação da Organização das Nações Unidas (ONU), a 21 de março, o Dia Internacional das Florestas pretende alertar para a necessidade de gerir de forma sustentável as florestas, relativamente à utilização dos seus recursos, principalmente em ecossistemas frágeis.

As florestas são algo essencial para o combate às alterações climáticas, assim como desempenham um grande contributo para a prosperidade e bem-estar das gerações atuais e vindouras, desempenhando um papel fulcral na redução da pobreza e na conquista dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Neste dia, os países são incentivados a fazer esforços locais, nacionais ou internacionais, de forma a organizarem atividades que envolvam florestas e árvores, como campanhas de plantação de árvores. A escolha do tema anual é feita pela Collaborative Partnership on Forests (CPF).  O tema para 2021 foi é “Restauro Florestal: o caminho para a recuperação e o bem-estar”.

Este ano, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) comemora a efemeridade em conjunto com os cidadãos, assim sendo, o ICNF vai disponibilizar, gratuitamente, 50 mil árvores autóctones produzidas nos seus viveiros, para serem plantadas por todo o país.

A recolha pode ser feita a partir de hoje, 19 de março, até ao dia 26 de março, e entre as espécies disponíveis encontram-se medronheiros, pinheiros mansos, sobreiros, alfarrobeiras, azinheiras, romãzeiras ou carvalhos cerquinho. O levantamento pode feito nos postos de atendimento do ICNF, em todo o país.

O que fazer para obter estas árvores de espécies autóctones?

  • Inscrever-se para recolher as árvores através do contacto telefónico do local selecionado ou por email para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt; 
  • Identificar-se nos locais de recolha no horário combinado;
  • Comprometer-se a remeter uma fotografia da plantação para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt; 
  • Partilhar ou permitir a partilha das fotos com a hashtag #ICNFsomosTODOSnos.

A recolha deve ser feita por cidadãos com mais de 18 anos e por representantes de entidades privadas sem fins lucrativos. Os primeiros poderão recolher um máximo de 10 árvores, enquanto os segundos um máximo de 50. Havendo, contudo, uma exceção “os proprietários rurais, que tenham como objetivo a plantação em pequenas parcelas de terreno (com área não superior a 5.000 m2), desde que identifiquem a parcela a plantar, podem levantar até um máximo de 100 exemplares”.

Para mais informações sobre a iniciativa basta visitar o site do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF)