CIIMAR utiliza charcos no combate ao impacto das alterações climáticas – Lisboa Green Capital 2020
-Notícias

CIIMAR utiliza charcos no combate ao impacto das alterações climáticas

Tempo médio de leitura: 4 minutos

O projeto europeu Ponderful irá avaliar e promover o papel dos charcos, e das pequenas massas de água, no combate ao impacto das alterações climáticas.

O CIIMAR-UP, Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto, é parceiro no novo projeto europeu cujo objetivo contempla a avaliação e o fomento do papel dos charcos, e das pequenas massas de água, no combate ao impacto das alterações climáticas.

Com o objetivo primordial de desenvolver métodos para maximizar o uso de charcos na adaptação e mitigação das mudanças climáticas, a conservação da biodiversidade e a prestação de serviços de ecossistemas, o projeto Ponderful é financiado pelo programa H2020 da União Europeia e liderado pela Universidade de Vic, Espanha.

Nos últimos anos e através de muitos estudos, ficou demonstrado que, devido “à sua abundância, heterogeneidade, biodiversidade excecional, naturalidade inerente e ciclos biogeoquímicos, os charcos desempenham um papel nas bacias hidrográficas, paisagens e à escala continental que é completamente desproporcional ao seu pequeno tamanho”, pode ser lido no comunicado do CIIMAR-UP. No entanto, o seu valor tem sido subestimado, o que faz com que estas importantes massas de água se encontrem, por exemplo, na sua maioria excluídas da Diretiva-Quadro da Água na Europa, destinada a proteger “todas as massas de água”.

De forma a contrariar esta realidade, o projeto Ponderful “pretende aumentar a compreensão da forma como os charcos podem ser usados como uma solução baseada na natureza (NBS) para ajudar a sociedade a mitigar e a adaptar-se às mudanças climáticas, proteger a biodiversidade e fornecer valiosos serviços dos ecossistemas”, explica José Teixeira, investigador do CIIMAR e coordenador nacional do projeto.

 Ultimar pormenores

A reunião inaugural do projeto ocorreu no início do mês e permitiu que, pela primeira vez, todos os membros da equipa se reunissem para planear as diferentes componentes do projeto.

O plano de ação inclui o desenvolvimento de “uma abordagem estratégica para o envolvimento das partes interessadas, de forma a garantir a sua colaboração na implementação efetiva dos charcos como soluções baseadas na natureza”.

Com este projeto o que se pretende também é “gerar e analisar novos conjuntos de dados sobre a biodiversidade e os serviços ecossistémicos destas zonas húmidas, de maneira a estabelecer a relação entre ambos” e “estabelecer modelos que permitam testar e otimizar cenários práticos para o uso de charcos como soluções baseadas na natureza”.

Numa fase final a equipa irá “definir um conjunto de locais de demonstração em toda a Europa que mostrem aos profissionais e decisores públicos como os charcos podem ajudar a mitigar e se adaptar aos efeitos das mudanças climáticas”, cabendo-lhe ainda “garantir a ampla difusão dos resultados do projeto por formuladores de políticas, profissionais e outras partes interessadas”.

O projeto Ponderful reúne investigadores de nove países europeus, assim como da Turquia e do Uruguai. O CIIMAR será corresponsável pela parte da comunicação do projeto.