Exposição In/Situ – Lisboa Green Capital 2020
-Exposições

Exposição In/Situ

Estufa Fria
12 Novembro a 21 Março 2021

Seg a Dom | 09h00 às 17h00

Exposição In/Situ

Num momento na história do Planeta em que o ser humano questiona a sua própria existência, permanência e pegada carbônica relativa a uma quarta revolução industrial (Klaus Schwab) potenciada pela aceleração exponencial tecnológica onde questões como o antropoceno, o transumanismo, a manipulação do DNA e genética bem como outras questões adjacentes a estes movimentos influenciam e aceleram um novo paradigma de transição.

Momento onde o frequente “scroll” à realidade, pela procura de “novas histórias” contribui para a perda da referência à contemplação, contribuindo cada vez mais para o afastamento do ser humano do elemento natureza. Coloca-se aqui uma reflexão em que a paisagem cultural e natural não são linguagens opostas, que se podem manifestar como complementares, um diálogo íntimo, entre natureza e cultura. Esta deslocação intencional visa jogar com a ideia de criação na condição da origem remota e seminal, procurando com isso alimentar o nosso desejo de uma linguagem universal, uma estrutura inteligível capaz de espelhar o inconsciente colectivo numa era saturada de interfaces e satélites – tecnológicos, artificiais –, devolvendo uma experiência emotiva e contemplativa ao universo da representação visual.

Neste diálogo - homem/natureza - questiona-se assim um momento, uma época, onde de certa forma paira uma inquietude de quem habita um espaço do qual não se pode apreender o todo, onde a velocidade é proporcional ao esquecimento gerando uma condição que nos leva a reinventar a forma como lemos e interpretamos a realidade e na qual se debatem novas formas de diálogo, relações humanas e processos de contemplação e relação com elementos pré- existentes ao homem. Numa sociedade dita contemporânea, controlada por satélites artificiais, onde a velocidade da geração do “pos- digital” dita o tempo, e substitui de uma forma artificial o mundo natural/analógico.

Dentro deste paradigma apresenta-se o projecto curatorial InSitu, que se materializa em duas exposições em espaços verdes distintos – em Braga, na floresta do Mosteiro de São Martinho de Tibães e em Lisboa, na Estufa Fria. Ambos apresentam cinco obras inéditas, comissariadas e desenvolvidas por cinco artistas: Adrien Missika, Inês Norton, Nicolás Lamas, Paulo Arraiano e Pedro Vaz. Os artistas foram desafiados a criar obras que entram em diálogo com o lugar onde estão expostas e também entre as próprias obras criadas para as exposições em Lisboa e em Braga. Um projecto com curadoria de Inês Valle.

___
O Projecto InSITU composto pelas exposições AL/TAR e VER/DE, Braga e Lisboa respectivamente, está incluído na programação oficial de Lisboa Capital Verde 2020.Um projecto desenvolvido com o apoio do GreenFest. Um projecto com o apoio institucional e financeiro da CMB e CML

1) Mosteiro Mire de Tibães: 25.09.2020 até 21.03.2021
2) Estufa Fria de Lisboa: 11.11.2020 até 21.03.2021